11 agosto 2009

Não, não estranhem...não é alucinação..o blogger não ficou doido...rs...hoje tem mesmo dois posts em um dia só. A apresentação do trabalho foi boa...na medida do possível...me incomodou ver que ninguém prestava atenção pois foi na sala de informática e eu podia ver os olhos colados na tela e os ágeis dedos no teclado. A parte escrita ficou ótima. Muito melhor do que eu esperava. Minha amiga descompromissada? Continua achando-se esperta, como sempre...embromou, deu pitaco, como se dona do assunto fosse... quero crer que a lei do retorno ensinará a ela que a gente não leva vantagem....sempre...

Mas o post 2 não foi por isso. Depois de ouvir na semana passada que não sei dividir e não aceito a opinião alheia, de uma pessoa que pouco ou nada me conhece, ouço outra pérola hoje:

ai meu Deus, uma psicóloga que precisa se esconder pra falar dos sentimentos

Porque isso?

Apenas porque tenho um blog e não saio por aí divulgando...tenho cá pra mim que essa interpretação selvagem tem uma origem bem anterior ao fato que a gerou hoje...aliás, tenho certeza plena e muitas teorias. Sei que minhas idéias incomodam de alguma forma e a retaliação surge de modo latente, velado, discreto, mas surge.

Alguém, por favor, avise a quem interessar possa, que psicólogos são pessoas como quaisquer outras, o que significa dizer que não se encontram em um estágio evolutivo que contemple ausência de crises, dúvidas, sofrimento e preocupações. Ah, e quando falamos em interpretar...não é isso que fazemos. Eu não falo do blog simplesmente porque ele não é uma ferramenta de autopromoção, mas sim um espaço lúdico onde escrevo o que me dá na telha...como quero, quando quero. Isso inclui falar das coisas que me incomodam, mesmo que ela se refiram a amigos e que eles porventura leiam isso aqui. Antes isso era uma preocupação: como as pessoas reagiriam ao se reconhecerem nos relatos, mesmo que eu não cite nomes? Sure, fine, whatever (piada interna pra quem é fã de AX)....tudo tem um preço nessa vida...e assumo tudo que penso e escrevo aqui.
Sim, to muito p***...chateada, irritada....embora saiba que a vida é maior que isso...embora saiba que caminhei muito pra chegar até aqui...”percorri milhas e milhas antes de dormir”... e por mais que as pessoas queiram....julgar-me é um luxo que não lhes concedo.
Dá cá minha coca-cola e minhas séries...
+

=

Meu eu zen...

Até mais!

2 comentários:

Cleide disse...

Bracho, são ossos do ofício!
Vou dizer, acho que sou uma das poucas pessoas que não acha que psicólogos não tem problemas [vou te dizer, namorei dois psicólogos... eles me deixavam louca com seus problemas existenciais, eu acabava sendo psicóloga dos psicólogos, ou seja, eles mataram todas as minhas ilusões sobre a profissão].
Mas não se aflija, eu sou professora de yoga, as pessoas pensam que eu levito, e que eu fico em estado zen 24 horas por dia...
E minha irmã, que é da ciência da computação, que tem que ouvir as pessoas perguntarem de tudo que repimboca de parafuseta dos computadores... como se ela fosse técnica em manutenção... fora que em casa, se você não sabe responder essas perguntas, "de que valeu sua faculdade?"
Só o Pai!!!!!

Fritas disse...

É uma bosta isso mesmo...hihihi
Bem...como eu sempre digo, sou uma fraude...acho q as pessoas já sabem q não podem me cobrar muita estabilidade emocional mesmo, então nesse sentido ninguém diz "vc é psicóloga e age assim?" ou sei lá o q...deve ser tb pq não me veem como tal.Acho q ainda tenho direito de ter problemas...hihihi
Enfim, Bracho...Dá na cara desse povo!