25 setembro 2009

Das coisas bizarras do nosso dia a dia

Ok..estou mais do que relapsa em postar nesse blog..deve ser por isso que ninguém lê. "Tu te tornas responsável por aquilo que cativas...",; eu não soube cativar meus poucos, mas queridos, leitores...fato. rs.

Vejo as coisas no dia a dia e na mesma hora penso: nossa! isso daria um ótimo post...mas na hora de escrever..cadê coragem? Ai ai...eu queria uma técnica em que a gente pensasse as coisas e elas fossem parar diretamente no PC...uam espécie de psicografia digital..sei lá...

Neste exato momento estou aproveitando uma aula vaga no laboratóri o de informática da faculdade. Sim, a faculdade é pública, mas ainda tem um laboratório decente...rs. Vocês acreditam que ontem eu tive uma tarde inteira de aula com a mesma professora...e de que na sala só havia eu e mais umas duas pessoas...e que tive que usar toda a minha cara de pau e fingir interesse nas coisas que ela falava enquanto tentava sublimar o odor de nicotina que exala por todos os poros da criatura? Pois é...aí hoje, que seria aula dela de novo..eu me apressei, cheguei no horário...e ela não veio....minha próxima aula é 15:11...sim..e 11...nem 10 nem 15...gostaria muito de saber quem é o Judas que escolhe a distribuição de matérias e que põe estes horários cretinos...

O laboratório deveria ser algo silencioso, onde as pessoas poderiam, na paz de Deus, Alah, Buda, Jah ou quem quer que seja, fazer as suas pesquisas... acadêmicas ou não (neste momento procuro desesperadamente pelo download do episódio 2 da temporada 5 de Bones...é a vida de quem tem banda lerda é dura, minha gente! ).....o lugar estava uma benção....quando aparece uma turba e invade o recinto, expondo em decibéis inaceitáveis toda a sua falta de educação doméstica. Nessas horas eu sinceramente acho que nem mais Jesus salva! Pra piorar, a líder da turba é uma nariguda estranhíssima..o que me lembra duas coisas:

1. A conversa com duas amigas de que algumas palavras só fazem sentido..na verdade, expressam melhor uma idéia, em outra língua. É o caso conhecido de "saudade"..que só existe em português....pra mim há algumas expressões em inglês que prefiro usar, não por pedantismo, mas por achar que elas definem mais claramente o que quero dizer. Pois bem, a nariguda não é apenas estranha..ela é weird!!

2. Olhando pra ela, lembrei de Clarice e sua Macabéia..."ser feio dói?". Aff...ela devia fazer par com o cara que coordena o lab....Jesus tenha piedade...como diz minha mãe e sua teoria das linhas de montagem das pessoas...a gente chama tanto Deus que ele se distrai e manda descer estes seres weird...rs (Ok..o comentário é podre, mas não é maldoso...apesar de dizer que quem gosta de beleza interior é decorador...e  falo mal, mas não me prendo a isso...e não, não sou uma beldade...rs, mas sou livre...)


Fim de relatório de campo...rs


3 comentários:

Juh** disse...

Eu to sempre aqui, e adoro tudo o que vc escreve, quando começo a ler sempre acho que não vai ter sentido nenhum, mas depois me divirto e concordo com quase tudo kkk. E ah to assistindo Bones por sua causa rs... E to adorando.
Bjocas

Iandra disse...

A cada dia admiro mais mommy Bracho. kkkkkkkkkkkkkkk
Cadê o bloquinho de anotações de campo? vc disse q sairia com um desses pra não perder nenhum detalhe.

Josilene disse...

Tb estou sempre aqui...

Tb estou assistindo Bones por sua causa...

Má.

E deixe a nariguda em paz! hauhuahauahua

Bjos!