09 outubro 2009

Olá pessoas,

gostaria, antes de mais nada, de agradecer ao Senhor Jesus por me fazer transitar por ambientes tão "weird", obviamente frequentados por pessoas igualmente estranhas...sim, porque estranho sem charme é apenas estranho..estranho com charme e inteligência...é excêntrico...rs


Mais uma vez no Lab (daqui a pouco nem precisarei dizer mais isso..porque vocês já saberão...rs), devido à lentidão do PC da minha casa...lembram do vírus from hell? Pois, de volta à memória mínima...o bichinho deixou de ser uma cágado manco para um cágado com as quatro patas quebradas...aff...e ainda por cima preciso reinstalar todos os programas essenciais de novo!!


Mas porque mesmo eu falei dos estranhos? Bem, por causa de duas frases significativas citadas pelos carinhas que supostamente tomam conta do Lab (sim, eu adoro dizer Lab em vez de laboratório...porque me lembra BONES...rs):


 "Ensinar em escola pública é barril!" e "Adolescente não é gente!"


Pois é, não que eu seja curiosa, mas dados os decibéis elevados, fui obrigada a ouvir a conversa frutífera e profunda das duas criaturas que versavam sobre as dificuldades enfrentadas pelos professores de hoje...isso incúía violência na escola, ameaças, salários baixos etc...e apontavam que a raiz desses problemas era única e exclusivamente os alunos...



Vem cá...alguém me diz que isso é só preguiça de pensar, por favor...porque é melhor pensar assim do que achar que as pessoas se limitam a avaliações tão rasas sobre os acontecimentos em nossa sociedade...como dizem por aí: peloamordasanta!!!!



Mas o tema de hoje não era esse, claro....ele atravessou meu caminho fazendo par com a criatura ao meu lado que faz questão de pensar alto e comentar cada linha que ela escreve, cada operação no PC:


"Ai, como faz isso?"

"Poxa..esqueci minha senha...."

"Vou tirar isso aqui..e colocar isso no lugar. Pronto!"


...e olhe que ela escreveu muita coisa e fez muitas operações. Some isso a outra discussão sobre o melhor artista da atualidade, seguido de um coral cantando música de Chico Buarque...toda a minha reflexão sobre infotretenimento...categoria muito interessante que discutimos ontem em sala de aula...foi por água abaixo...rs


Pra não perder a viagem: Infotretenimento é o que mesmo?


Bem...uma suposta "desvirtuação" do jornalismo e um bom exemplo disso são esses programas matinais apresentados por pseudo-celebridades ou jrnalistas espalhafatosos, espetaculosos....que falam sobre tudo e sobre nada, nos enchem de notícias fragmentadas e superficiais e fazem merchadising de 2 em 2 minutos...ok...garantia, garamtia mesmo da credibilidade das notícias não não temos...mas neste caso as antenas do senso crítico precisam se aguçar ainda mais!


O que é aquele programa Hoje em dia?! Futilidades sobre os "famosos", receitas sem sal (perdoem o tracadilho infame...rs), "dicas" de moda

- esta parte merece um adendo: um cara absolutamente estranho vaia á praia pra mostrar o certo e o errado e lá só encontra meninas com corpo e cara de modelo. Coincidência né? rs. Sem contar que odeio esse negócio de que fulana não pode usar tal coisa porque tem quadril alrga, por é baixinha ou muito alta...ok..eles podem dar toques de como ficaria melhor, do que valorizaria mais vocês, mas na boa, cada um se veste como quiser, como se sentir bem... e há pessoas que trasncedem essas regras..e ficam bem exatamente por seguirem seus instintos, seu jeito...eu já disse que adoro essas pessoas? Adoro -

e muita, muita bobagem. Até quando levam um convidado pra falar de algo mais sério, quem disse que deixam a pessoa falar? Incorporam um misto de Sílvia Poppovic com Jô Soares e a pobre vítima no máximo consegue dizer: hã-hã...

Sim...a TV já foi melhor e em alguns momentos tem flashes de qualidade, mas estes, não raro são ofuscados pela tsunami de produções ruins que funcionam mais como um desserviço à sociedade do que informam de fato.


Até mais....continuo minha saga em busca dos programas perdidos....rs

2 comentários:

Jade disse...

Suas experiências no lab(tbm chamo assim...rs) são muito parecidas com as minhas.
tbm sentamos de 2 em 2, e uma vez peguei um cara do meu lado que começou a dar palpite no meu trabalho(estava fazendo uma apresentação em datashow) na cara de pau mesmo "É melhor usar a cor vermelha que a cor azul" ¬¬
enfim...criaturas da zona abissal

Cleide disse...

"Sem contar que odeio esse negócio de que fulana não pode usar tal coisa porque tem quadril alrga, por é baixinha ou muito alta..."


Bracho! Odeio também... porque se você não tem um metro e oitenta e pesa quarenta quilos, vc está condenada a usar o resto da vida só roupa preta: nada colorido, nada curto, nada justo, nada de decote... é uma ditadura de um padrão europeu... e ditado por quem mesmo?
Aff... as vezes eu penso que o povo da moda não gosta de mulher de verdade por isso inventou essa história da gente tem que parecer cabide!