25 abril 2010



Hoje é dia de Ba X Vi, e só de falar nisso, meu coração já bate um pouco mais forte...admito.

As pessoas já acordaram eufóricas
Ouço buzinas, sirenes, cornetas, hinos repetidamente tocados e gritos de guerra
Muitos já saem de casa devidamente trajados com seus mantos numa clara demonstração de que o dia é de festa e pede roupa de gala

Eu não posso falar dos rituais da torcida rival, afinal nunca me interessei por eles.
Eu penso que torcer para o Vitória é uma questão de escolha: a pessoa olha os times disponíveis, olha o jogo, a camisa, sei lá..e escolhe.

Mas no caso do Bahia, acho que é diferente.
Ok, digam que eu falo isso porque sou Bahia...não importa, acho de verdade (e já ouvi de torcedores rivais a mesma coisa...) que a relação com o time é outra...vc simplesmente gosta, ama, se emociona quando vê aquelas 3 cores flamulando na bandeira...vc olha e imediatamente sente: é isso, sou bahia. 
E vc não muda. 
Vc é Bahia e acabou, mesmo sem time bom, mesmo com técnico decadente, mesmo na 3ª divisão. 
Vc acredita sempre, vc faz festa sempre, vc vai ao estádio sempre. 
Vc não torce, vc acredita.

Acho que por isso, ver a torcida do Bahia sempre me emociona.
Porque somos apaixonados.
E flutuamos de humor exatamente como manda a paixão...
odiamos agora e 2 segs depois amamos...
e amamos desesperadamente.

Só vejo isso acontecer com os Corinthianos. 
Por isso, mesmo detestando o Corinthians, respeito profundamente seus torcedores.
Quando eles gritam "loucos por ti, Corinthians", eu entendo exatamente o que eles querem dizer.

Obviamente eu acredito no meu Baêa, mas além disso eu espero que hoje seja realmente uma festa, que seja aquela deliciosa provocação típica de times eternamente rivais, mas com a traquilidade que normalmente acontece aqui em Salvador.

Não vou dizer que nunca tem incidentes. Claro que tem...mas na maioria absoluta das vezes, são coisas leves, nunca aquela praça de guerra que vemos em outros lugares.

Que me perdoem estados como São Paulo e Rio de Janeiro, mas vcs esqueceram há muito tempo como é se divertir no estádio...nós, aqui na Bahia, ainda sabemos!!

Então..
que todo mundo hoje vá para o estádio armado apenas de alegria, fé no seu time, bandeiras, bobinas e bolas.
Que cada um faça sua madiga, vista sua camisa da sorte, leve seu patuá e seu rádio de estimação.
Que as gargantas fiquem roucas de tanto gritar.
Que os braços fiquem dormentes de tanto tremular as bandeiras.
Que a confusão nas arquibancadas seja apenas a das mãos se agitando num mar de euforia.
Que os pedaços sejam apenas dos papéis...
levados pelo vento numa tarde ensolarada de domingo...

Bora Baêaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!

2 comentários:

Josilene disse...

Amor de torcedor... é como amor romântico mesmo... sempre achamos que amamos mais do que qq um... kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

ou Alívio? disse...

Fia, de roxo, amarelo e cores variadas, não abandone seus leitores. Beijos.