14 julho 2010

Olá pessoas,

hoje eu poderia falar do quão cansada eu estou por ter atendido mais de 15 pessoas...
pode parecer pouco, mas imagine fazer atendimento psicológico desse povo todo?
Histórias, segredos, dramas, dores, esperanças....

Eu também poderia dizer que nesse meio tempo tive uma reunião de trabalho tão chata, mas tão chata, mas tão chata....que quase dormi na mesa...sem cerimônia....

ou o quão interesssante é observar as pessoas e aprender como se joga o jogo das aparências...

ou como foi delicioso sair mais cedo, ainda com a luz da tarde...

ou como eu me irritei tendo que colocar meu mp3 no volume máximo porque um abissal do meu lado ouvia pagode alto no celular....
mas não vou falar nada disso...em especial, não quero discorrer sobre as coisas chatas que enfeiam o dia e roubam o sorriso de mim....

Aliás, não vou dizer nada....
vou deixar que a beleza fale por mim...
não apenas a beleza de um homem, pura e simples,
mas a beleza da forma
da harmonia dos elementos
do casamento perfeito do preto e branco
da força do olhar e do silêncio



Um comentário:

ou Alívio? disse...

A beleza sempre fala por si... A beleza é, sem aparências!