22 setembro 2010

Perguntas básicas do dia a dia

Todos os dias eu me pergunto onde foi que perdi minha espontaneidade....eu sou aquela que sempre imagina quem vai falr primeiro....e aguarda que falem. Aquela que teme falr bobagem, exatamente porque acha que fala demais. Aquela que normalmente se sente deslocada, muito antes ou muito depois, mas sempre fora de lugar.

Já tenho milhares de textos, milhares de ideias, mas como é mesmo que eles se tornam o meu projeto? Como viram um todo integrado, coerente, bem feito e capaz de conseguir uma vaga numa pós graduação?

Todas as vezes que eu presencio a fogueira das vaidades...eu me pergunto: pra que isso? Se a pessoa ouvisse o que fala, será que notaria o quanto gosta de aparecer?

Nenhum comentário: