21 outubro 2010

Muito descabelamento por nada

Er...não é bem assim...não foi "por nada"....mas também não foi o fim do mundo. Mas vai dizer isso à minha pessoa...a drama queen encarnada!

Vocês não estão entendendo nada do que eu tô falando, né? Ok...explico....

Eu não sei fazer poucas coisas, um coisa de cada vez...terminar uma e começar a outra. Meu lema é: eu quero tudo, ao mesmo tempo e agora....e daí que mesmo em pleno desenvolvimento de monografia eu resolvi (finalmente!) escrever um projeto para concorrer a uma vaga no programa de Mestrado.

Minha orientadora disse que, muitas vezes, não é a gente que acha o tema, mas ele que nos encontra. Comigo foi assim...um tema que unia Psicologia, Comunicação e meu amor por séries de TV me achou no meio de uma dúvida atroz sobre o que pesquisar e me fez, pela primeira vez, ficar empolgada com a perspectiva do Mestrado. Antes disso eu nunca tinha conseguido pensar num tema que me desse vontade de estudar por 2 anos.

Ok, ok...as pessoas me diziam: mas não tem que ser o tema mais original, mais incrível, mais espetacular e mirabolante....e eu pensava: sim....mas sou eu que terei que estudar isso por 2 anos e se não me interessar....de que adianta?!

E daí que eu fui escrevendo...escrevendo....e os dias foram me atropelando...e quando eu me dei conta, o prazo de inscrição havia terminado e eu havia perdido minha chance.

Cara..eu chorei, me descabelei...me maldisse.....xinguei o universo por causa disso....não entendi porque tanta dificuldade se eu apenas queria...estudar!

Mas os dias continuavam correndo (com pés de vento!) e eu precisei concentrar meus esforços na monografia de conclusão de curso.....e neste caso.....oremos! Como esse troço estava empacado!

E olha que eu não sou de empacar em texto....normalmente a coisa flui.....mas a vibe do trabalho estava complicada....

Ontem eu tive orientação....uma que nem imaginava como ia ser porque eu não tinha escrito uma linha sequer, li coisas que não entravam na minha cabeça e não tinha ideia de qual era meu objeto de pesquisa....

Além disso, tinha chegado na madrugada anterior do show do Black eyed peas e tudo que eu queria era ficar de pijama, me arrastando pela casa, cantarolando I gotta feeling....

Se eu disser que essa foi a melhor orientação de todas, vocês acreditam?

Pois foi....depois de uns 40 min de enrolação da minha parte e esforço da orientadora para me motivar e me guiar no meu próprio projeto.....eu mencionei a minha frustração pelo lance do mestrado...

Ela me perguntou qual era o tema....e eu deslanchei a falar...ao que ela começou um dicurso de "olha só, eu acho que a pessoa precisa se respeitar...."

Eu não entendi...e perguntei o que ela queria dizer..ao que ela soltou na lata: "Você já se ouviu falando desse projeto?"

Não. Porque?

Porque tá pronto!

Ela me disse, de modo geral, que o que ela havia me pedido para fazer e eu visvelmente não estava conseguindo de jeito nenhum, estava pronto na minha frente, na minha mão e eu não via porque estava com os olhos na perda da chance do mestrado....

Ela me disse pra pensar se ficaria com o tema antigo...ou se mudaria.....mas eu nem preciso pensar!

Tema querido.....here we go!

Curioso como as coisas óbvias quase sempre precisam ser apontadas pelos outros, né....

:)

2 comentários:

Renata Soares disse...

É Paola somos do mesmo clube *-*
queremos tudo ao mesmo tempo, as decisões e prazos de tudo vão se amontoando, coisas a fazer, planos a concluir e ainda não abrimos mão de diversão. Afinal, a vida não é exatamente pra ser vivida?

bjas! Sucesso e vai nos informando de vez em quando, tá?

Universitária,eu? disse...

Já,tô pensando quando for minha vez...ai..ai...