04 outubro 2011

Há dias em que me acho uma pessoa compreensiva e até generosa. Mas há outros em que me sinto uma criatura das mais invejosas que já vi. Ainda não me decidi em qual pólo me situo por mais tempo, como aquele lance da posse de bola num jogo de futebol. 

Ok....maniqueísmo é uma maneira limitada e limitante de ver a vida, mas eu realmente gostaria de saber pra qual lado pendo mais. 

Não vou me perguntar isso hoje. Não hoje. 

Há o risco da resposta não ser a que me agrada. E depois disso....o que se faz quando a imagem no espelho está mais para Dorian Gray?

Um comentário:

Artur César disse...

ter noção do feio e do belo, e do equilibrio que se deve imperar entre eles, dentro de si, é um passo fundamental!

seguindo vc !
beijos
Artur!