31 dezembro 2012


Olá pessoas!
Esse ano vou participar de novo da Retrospectiva Literária promovida pelo blog da fofa da Angélica Roz, o Pensamento Tangencial
Vamos aos escolhidos?



A aventura que me tirou o fôlego: O nome do vento (Patrick Rothfuss)
O terror que me deixou sem dormir: Deixa ela entrar (John Ajvide Lindqvist)
O suspense mais eletrizante: O perfume (Patrick Süskind)

O romance que me fez suspirar: A vez da minha vida (Cecelia Ahern)

A saga que me conquistou: Irmandade da Adaga Negra (J. R. Ward)

O clássico que me marcou: Admirável Mundo Novo (Aldous Huxley)

O livro que me fez refletir: O Doador (Lois Lowry)

O livro que me fez rir: A vez da minha vida (Cecelia Ahern)

O livro que me fez chorar: A vida em tons de cinza (Ruta Sepetys)

O livro de fantasia que me encantou: O nome do vento (Patrick Rothfuss)

O livro que me decepcionou: Frankenstein (Mary Shelley)

O livro que me surpreendeu: A vez da minha vida (Cecelia Ahern)

A frase que não saiu da minha cabeça: Lembre-se de que há três coisas que todo sábio teme: o mar na tormenta, uma noite sem luar e a ira de um homem gentil (O Temor do Sábio – Patrick Rothfuss)

O(a) personagem do ano: Kvothe (O nome do vento – Patrick Rothfuss)

O casal perfeito: Vishous e Jane (Irmandade da Adaga Negra - J.R. Ward)

O(a) autor(a) revelação: Victor Almeida (Juntos no Paraíso)

O melhor livro que li em 2012: O nome do vento (Patrick Rothfuss)

Li em 2012: 52 livros.

A minha meta literária para 2013 é: 80 livros.

Nenhum comentário: