07 agosto 2013

Se um blogueiro numa tarde de inverno...

O blog anda com menos resenhas escritas, vocês já devem ter notado. 

Isso me incomoda, mas, ao mesmo tempo, na minha cabeça sei exatamente porque está acontecendo. Não é negligência com este espaço; eu adoro escrever e, especialmente, adoro escrever aqui. Adoro ver naquela caixinha lateral que a cada dia aparecem seguidores novos, mas não porque isso possa ter alguma espécie de peso em parcerias ou coisa assim, mas porque eu fico imaginando o que levou a pessoa a querer se aproximar desse espaço tão meu, tão eu.

Entretanto, muitas vezes, escrevo e publico as resenhas e elas recebem boa quantidade de visualizações, mas nenhum ou pouquíssimos comentários. 

Como eu vou saber o que as pessoas acharam do livro e do texto em si? Como vai ocorrer a troca que é o objetivo fundamental desse blog?

Quando gravo as resenhas em vídeo, acontece o oposto: há bastante interação, comentários, troca, estímulo a gravar mais coisas. E aí, gente, como resistir?
Esse negocio de fazer vídeos é a coisa mais estranha EVER. Quando comecei, morria de vergonha (ainda morro) e, assim que terminei de gravar, pensei que havia sido maluquice e que não faria o segundo vídeo nem a pau. Uma semana depois, acho, lá estava eu. E lá se foi 1 ano, e lá se foram 88 vídeos. Já teve TAG, aleatórios, comemorativo, promocional e muitas, muitas resenhas.

A Nine (do Estante da Nine), estava falando sobre essa questão das resenhas escritas ou em vídeo hoje mesmo, no facebook e isso só reavivou meus pensamentos sobre o que fazer. 

Uma coisa é certa:
Eu não quero nem vou me desfazer do blog; a existência dele, todas as fases e caminhos que já trilhou, até mesmo seu nome (que eu acho que assusta muita gente! rs) têm importância grande pra mim. Mas, é fato que eu preciso dar uma delineada melhor em cada espaço.

Desse modo, entendam: as resenhas continuarão variando entre escritas e em vídeo e isso vai depender do meu tempo disponível, da minha vontade e, também, da opinião de vocês, ou seja, conversem comigo! Me digam do que gostam, o que esperam etc.

Quando houver resenha em vídeo no canal, ela irá ao ar às segundas-feiras. Quinta será o dia de TAGs; inclusive, tenho algumas pra gravar, mas, ideias são sempre bem-vindas!

Aqui no blog eu ainda não tenho dias fixos para nada...e acho que não terei, sob pena de engessá-lo. Vou tentar sempre incluir um resumo de cada leitura feita. Além disso, fotos sempre aparecerão, de coisas compradas, recebidas, coisas interessantes no mundo da literatura ou diretamente relacionado à ele (Onde foi parar minha foto da lata de sardinhas Robinson Crusoé? rs).

Esse foi e continuará sendo também o espaço das minhas produções escritas, sobre tudo e sobre nada. Hoje há menos queixas...não que o mundo tenha se tornado menos hostil, as pessoas sejam mais adoráveis ou eu tenha incorporado Irmã Dulce. O que acontece é que agora eu exercito mais o “let it go” e, em momentos menos elegantes, o “f***-se”.

Aliás, menos elegantes, não, mais catárticos, afinal, nada é tão expressivo, calmante e libertador como um palavrão dito na hora certa e necessária.

Enfim, o convite pra caminhar comigo continua. Simbora.

*no título do post estou parafraseando o título do livro do Italo Calvino - Se um viajante numa noite de inverno*

Nenhum comentário: